De novo a dor.

22 de mar de 2010.
Melancolia, depressão, angústia, medo... Sentimentos corriqueiros em muitas pessoas. Psicose agúda para quem entra nesse mundo. Doente.

Ser triste é diferente de estar triste. Não é orgulho para quem diz. Face desfigurada pela lágrima que escorre feito uma navalha. Melhor ator para uma tragédia.

Não sei como vencer os meus medos. Não sei mais me mover sem dor. Diferente de muitos que acham, não quero mais sentir isso. Mas sinto...

Desespero de um acordar caótico, não sei se fico feliz ou triste por estar vivo. Uma palavra mudou o meu humor hoje. Palavras são honradas, se colocadas em coesão. Além de ser uma arma. Sabendo como usá-las, dói mais do que um murro. Pode acabar com a vida de uma pessoa. Apesar de ser só palavras...

Queria ser livre. Fugir não é a melhor solução. Enfrentar é honra. Não sou honrado e nem quero ser. Só quero exorcisar meus demônios. Talvez nunca consiga.









Pássaros,



Lobos,



Humanos.



Todos querem seguir um caminho...



Onde a dor não existe.



Seria a solução ficar só?



Junto com a maravilhosa lua?



Sem poder se arrepender,



terei que me decidir



Mas a solução, até agora, é ficar só.


Triste

Tempestade



















da dor.

Comentários:

Postar um comentário

 
Pierrot ? © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |