Frágil ...

20 de set de 2010.
Lembro-me de conviver com você.
De estar em seus braços a luz da lua.
Conversávamos e sonhávamos.
Em um mundo surreal de felicidade.

Você soube me abraçar, tomou conta de mim.
Brigou com quem amava para me proteger.
Eu, jovem imaturo, não entendia muito.
Não entendia porque suas lágrimas caiam muda.

Quando me deparei com a sua presença.
Naquela tarde cinzenta, que tanto gostávamos.
Naquele lugar foi o nosso ultimo beijo.
Você me viu frágil. Eu te agradeci.

Hoje me desespero em prantos.
Quando a tarde cinza vem a tona.
E em meus braços falta a sua presença.
Queria dizer que te amo e minha alma te anseia.


As horas que estavam paradas
estão começando a se movimentar,
E há coisas que eu não quero esquecer.
Amanhã nessa mesma hora
Estarei certamente chorando,
pensando em você. ~ Utada Hikaru

5 Comentários:

M!sunderstood disse...

Nossa, que belas palavras...Ansiar por um amor que talvez nã volte mais. Ansiar por um amor que foi doce, mas agora é tarde demais.

Obrigada pela visita ao meu blog e pelo selinho...

Volte sempre, estou a te seguir

Abraços, m!sunderstood

maN bOwerline disse...

Adorei o poema.A-m-e-i o estilo gótico do blog.Boa noite!
SIGA E SEJA SEGUIDO(A)

Kakah* disse...

Nuss, que lindas palavras *-*
Gostei muito!!!
Senti cada palavras...

Parabéénss

Bjinhuss

sw disse...

wow!

eu sempre chorei por solidao mas sem lembrar de alguem... porque nao tinha achado nignuem que vale-se a pena ainda...
espero que agora que achei (que ele nunca veja isso rs) eu nao precise chorar de solidao

maN bOwerline disse...

Amei peincipalmente essa parte:"Você soube me abraçar, tomou conta de mim.
Brigou com quem amava para me proteger.".
Quando att,me avisa!

Postar um comentário

 
Pierrot ? © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |