Eterno Álvarez de Azevedo.

7 de set de 2010.
Álvares de Azevedo


Amor


Quand la mort est si belle, Il est doux de mourir.
V. Hugo


Amemos! Quero de amor
Viver no teu coração!
Sofrer e amar essa dor
Que desmaia de paixão!
Na tu'alma, em teus encantos
E na tua palidez
E nos teus ardentes prantos
Suspirar de languidez!
Quero em teus lábio beber
Os teus amores do céu,
Quero em teu seio morrer
No enlevo do seio teu!
Quero viver d'esperança,
Quero tremer e sentir!
Na tua cheirosa trança
Quero sonhar e dormir!
Vem, anjo, minha donzela,
Minha'alma, meu coração!
Que noite, que noite bela!
Como é doce a viração!
E entre os suspiros do vento
Da noite ao mole frescor,
Quero viver um momento,
Morrer contigo de amor!
 

6 Comentários:

Meu Refugio disse...

Lindo texto de um homem apaixonado...
Adoro vir até aqui e ler tudo...
Bjusss





Ps: tem um selo pra ti no meu blog...bjinhusss

Renan disse...

lindo poema, mas na minha próxima visita quero ler um poema SEU. beijo.

BLOGANDO COM RENAN
http://blogandocomrenan.blogspot.com/2010/08/tudo-pode-ser-se-quiser-sera.html

Guia Cinematográfico disse...

Poemas são um reflexo da nossa alma.
Ótimo Blog Parabéns.

Andre Mansim disse...

lindo texto, vc tem o dom dos poetas apaixonados!!

Swkita disse...

Heeeeeeii ... apesar de detestar a fase do romantismo meu poeta favorito sempre foi e sempre vai ser o Àlvares!!!

adorei!!!

bjinhus! e obrigada pela vizita!

Swkita disse...

heeeii adorei!!!! NOssa vou baixar a discografia de Show-Ya agora.. mto bom meu..
rs
e, é, tem umas bandas femininas que sao muito boas mesmo.... conhec alguma banda feminina rockabilly??

Postar um comentário

 
Pierrot ? © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |