Tempos de Lembrar...

30 de jun de 2012.

É raro andar pelos montes e se seguir forte, nada além do tempo...
Talvez sejamos donos de um mesmo pensamento, mas não do mesmo mundo.
Quem dera viver de sangue, aproveitando as nuances da Noite.
Quem dera o Mundo fosse bom para descansar, enfim.

Talvez um dia eu satisfaça a minha curiosidade e me dê o respeito de mortal.
Extinguindo da vida aquele que só pensava na morte...
Quem dera, viver de desprezos e não ver de sangue o meu leito.
Não perdem por esperar, o espetáculo traz cenas que nunca é bom pensar.

Mas o meu leito em volta terá pessoas que carregarei em minh´alma e no meu coração.
Com todo o lirismo ora platônico, ora de horror, sou eu que penso e que nunca mudou.
Penso nas brumas em ávida decolagem desaparecer do meu sepulcro.
Como se fosse ritualístico o ser que comanda o enterro fúnebre.
Minha morte não será a salvação do mundo e muito menos fará alguma mudança.

Talvez eu reze para os Deuses e peça a minha proteção diária, mesmo sabendo do meu destino.
Um dia quem sabe temer será o mesmo que saber; e pelo que sei, prefiro morrer.
Um dia a lua ficará coberta de sangue sobre a minha vista; descansando, que fim?
O meu mundo mórbido trará lembranças de quem comigo compartilhava as suas lembranças.

Seja para o bem ou para o mal, irá falar de uma pessoa que existiu, e isso pode ser um ponto final.
Com mais fracassos do que êxitos dirão do árduo viver que culmina em minha solidão.
Não tem motivos de chorar, pois irei me livrar da vida que tanto me fez chorar.

E por ser livre poderei talvez entender o motivo de ainda seguir o meu caminho,
Como se o esplendor não dissesse mais do que aparenta: cinza e leal. Sempre seguindo o seu caminho.
E nunca me esquecerei das palavras que ainda ecoa no meu ser de um tempo que era lindo viver.
Mas nada tem para sonhar, pois é triste do seu leito me espelhar.


 ~ Etre seul c'est s'entraîner à la mort ~  Céline



~xx~
Agradeço a todos que vieram por aqui me dar apoio.
Nunca fui de receber elogios e talvez nem mereça-os, mas me gratifica muito tê-los por aqui.
Esse post também é especial para a Bruna e a Liud que fizeram aniveársário recentemente.
Adoro todos vocês!

2 Comentários:

Liudmila Kaulitz. @liud_metal disse...

Muito Obrigada Gabriel pelas felicitações, te considero bastante ^^
Este post ficou divino, e sempre que vc puder, continue fazendo essas belas postagens.
Sucesso! :)

☠Neith War☠ disse...

Sensação de entrega, o cansaço físico e mental.
Um desejo de morrer para este mundo e nascer num outro onde pode-se recomeçar e escrever uma nova história, desejo de estar num outro lugar, além dos véus!
Adorei!

Postar um comentário

 
Pierrot ? © Copyright 2010 | Design By Gothic Darkness |